Latoaria

Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar no Google +

Nos tempos passados, em Boassas o ofício da lataria foi em tempos modo de vida para muita gente e ganhão pão de muitas famílias, embora hoje em dia o plástico faça concorrência. Um latoeiro teima em afrontar os tempos adversos à arte e todos os dias, com exceção do Domingo. Existem vários utensílios para o auxílio deste trabalho, como por exemplo a máquina de lataria, serve para a fabricação de regadores, lampiões, candeias, cântaros, funis, entre outras coisas.

Hoje em dia solda a sua obra com o bico a gás, mas antigamente empregava o ferro a carvão que mantinha todo o dia aceso.

Nos tempos antigos vendiam o produto nas feiras do concelhos limítrofes. As mulheres e os filhos dos latoeiros acompanhavam-nos com quota parte do carrego, com eles levavam o farnel num saco composto de pão, sardinha, batatas quando as havia e uma botelha de vinho.

Percorriam caminhos vergados sob o peso das mercadorias.

O atual latoeiro compara os preços de antigamente com os de agora e vê o quanto se alteraram.

811

Galeria de Imagens